burburinho

isaac asimov e a tiotimolina ressublimada

livros por Nemo Nox

O ano era 1947 e Isaac Asimov (1920–1992) ainda estava no início de sua carreira de escritor. Havia publicado alguns contos em revistas de ficção-científica mas ainda nenhum livro, e não imaginava que acabaria por se tornar um dos autores mais importantes do gênero. Seu plano profissional era seguir carreira no ramo da química, e para isso preparava sua tese de doutorado. O instinto de ficcionista de Asimov, porém, já dava mostras de ser mais forte que seu instinto de cientista.

Fazendo experimentos com uma substância que se dissolvia instantaneamente em água, Isaac Asimov começou a imaginar a possibilidade de uma substância que se dissolvesse antes mesmo do contato com a água. Poderia ser uma idéia curiosa para incluir em algum de seus contos, mas como a linguagem das teses acadêmicas era um dos seus interesses na época, resolveu criar um relato de ficção no estilo dos trabalhos científicos das universidades. Com o título As Propriedades Endocrônicas da Tiotimolina Ressublimada (The Endochronic Properties of Resublimated Thiotimoline) e acompanhado de gráficos, tabelas e referências bibliográficas fictícias, Asimov ofereceu o texto ao editor Joseph Campbell, da revista Astounding Science Fiction, que o aceitou imediatamente.

Preocupado com a repercussão que um texto jocoso como aquele poderia ter sobre a banca examinadora de sua tese de doutorado, Asimov vendeu As Propriedades Endocrônicas da Tiotimolina Ressublimada com a condição que fosse publicado sob pseudônimo. Campbell, porém, esqueceu-se deste detalhe e o texto saiu assinado por Isaac Asimov em fevereiro de 1948, três meses antes da sua defesa de tese. Pior ainda, a revista tornou-se popular nas universidades e o texto circulou largamente entre alunos e professores.

Em maio de 1948, foi com um pouco de nervosismo que Asimov se apresentou à banca examinadora. Durante hora e meia respondeu a todas as questões que lhe fizeram, e somente depois disto veio a última pergunta, feita pelo professor Ralph S. Halford: "Senhor Asimov, por favor diga-nos algo sobre as propriedades termodinâmicas do composto tiotimolina." Como todos sorriam, o escritor percebeu que não estariam fazendo brincadeiras se sua aprovaçao não fosse garantida, e riu aliviado. Talvez As Propriedades Endocrônicas da Tiotimolina Ressublimada tenha mesmo contribuído para que a banca examinadora o recebesse com simpatia.

Conta a lenda também que seus amigos o levaram naquele dia para comemorar o doutoramento. Asimov, famoso abstêmio, teria bebido vários Manhattans (drinque a base de whiskey e vermouth) e voltado para casa visivelmente afetado pelo álcool. Mais tarde, na cama, sua esposa seria a única testemunha das várias vezes que ele riu sozinho e repetiu para si mesmo: "Doctor Asimov, hehehe..."


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.