burburinho

desafio infinito

quadrinhos por Ricardo Bittencourt

Um fato bem conhecido dos matemáticos, programadores e outros seres de sanidade duvidosa é que uma potência de dois é sempre uma unidade maior que a soma de todas as outras potências anteriores. Dessa maneira, 8=1+(4+2+1), 16=1+(8+4+2+1) e assim por diante. Isso tem uma curiosa implicação biológica. Já dizia o Malthus que a população cresce em progressão geométrica. Se a razão dessa progressão for maior que dois, então a população viva em um determinado momento é maior que a soma de todos os organismos que já morreram.

Esse é o ponto de partida da mini-série Desafio Infinito. No universo Marvel, a Morte é uma entidade consciente e racional. Percebendo o fato acima, ela conclui que seu trabalho não está sendo bem feito e, para consertar isso, ressuscita o maior assassino da galáxia: Thanos. Porém, a Morte não é uma entidade totalmente física, e dessa maneira não possui aparência única. Alguns enxergam a Morte como uma sombra usando capa e foice. Para outros, é um pistoleiro mal-encarado. Para Thanos, um assassino, a Morte é uma bela garota, tão bela que ele se apaixona por ela.

Mas como fazer a Morte retribuir esse amor? Como conseguir o amor de uma entidade tão mais poderosa que ele? A única opção que Thanos encontra é conseguir tanto poder quanto ela. Para isso, ele inicia um longo estudo sobre as origens do universo, tentando descobrir alguma maneira de conseguir mais poder. Durante seus estudos, Thanos descobre que o universo foi criado quando deus, eternamente entediado, suicida-se em uma grande explosão que libera a matéria que formaria o cosmo. Porém, nem todo o poder de deus foi gasto nessa explosão. Um pouco do poder original cristalizou-se na forma de cinco pedras, que estão espalhadas pelo universo.

Thanos consegue localizar as tais pedras, e de posse de todas elas, ele torna-se um ser praticamente onipotente. Então acontece o inesperado! A Morte rejeita o amor de Thanos! Afinal, como poderia ela amar um ser onipotente? A situação agora se inverte, e se antes ele era muito fraco, agora é forte demais.

Frustrado com a situação, Thanos resolve fazer uma última tentativa, oferecendo à sua amada um presente que ela não poderia recusar: com um estalar de dedos, Thanos mata metade dos seres vivos do universo! Nesse ponto, Thanos atrai para si a atenção de todos. Metade dos super-heróis da Terra vão ao seu encontro para uma batalha (só metade dos heróis, pois a outra metade está morta). A luta é obviamente desnivelada, e Thanos sai vitorioso.

Nesse momento todas as outras entidades superpoderosas do universo, com medo da onipotência de Thanos, resolvem confrontá-lo. Thanos consegue vencer todos os seus inimigos, desde Galactus e Mefisto até as encarnações do Amor, do Ódio, do Caos, da Ordem, do Tempo e da Eternidade! Sem mais nenhum oponente à altura, Thanos declara-se o ser supremo do universo. Mas pode algum ser tomar para si esse título sem conseqüências? A resposta é dada nos capítulos finais da mini-série, que eu realmente recomendo que vocês leiam.

O roteiro da série é de Jim Starlin, que é considerado por muitos como o verdadeiro sucessor do Jack Kirby. A arte é dividida entre o George Perez e Ron Lim (no melhor trabalho de sua carreira). Toda a saga foi publicada no Brasil, os interessados devem procurar pelas seguintes revistas:

- A história de como Thanos tornou-se o maior assassino da galáxia, e sua morte enquanto tentava conquistá-la, está em números antigos da revista Heróis da TV, e foi republicada uma série gigantesca chamada A Saga de Thanos.

- A história da ressurreição de Thanos e de como ele descobre a existência e o poder das cinco pedras está contada nas aventuras do Surfista Prateado que foram publicadas na revista Superaventuras Marvel, enquanto que a busca de Thanos pelas cinco pedras é o tema da minissérie Thanos: Em Busca Do Poder.

- A história central de como Thanos mata metade do universo, e o seu destino final como ser onipotente, está na minissérie Desafio Infinito, publicada no Brasil em três volumes.


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.