burburinho

john thomson

fotografia por Nemo Nox

OSufferers from the floods escocês John Thomson nasceu em 1837 em Edimburgo. Sua primeira viagem de longa distância só aconteceu em 1861, quando visitou Singapura. Animado com a experiência, logo no ano seguinte fez um giro fotográfico incluindo Malásia, Ceilão, Índia, Laos, Hong-Kong e novamente Singapura. Dois anos depois, estava fotografando ciclones na Índia. Com todo este currículo, ao voltar para casa em 1866, associou-se à Royal Ethnographical Society e à Royal Geographical Society. Nos anos seguintes, sem parar de viajar, publicou The Antiquities of Cambodia e Illustrations of China and its People.

Com o olho treinado no oriente, John Thomson passou então a documentar o que de mais ocidental se poderia conceber na época: as ruas de Londres. Com a colaboração do escritor Adolphe Smith, publicou em fascículos mensais seu estudo Street Life in London, que o colocaria definitivamente na história da fotografia.

London nomadesAs fotos de Londres foram feitas com o processo chamado woodburrytype. Uma emulsão de gelatina dicromatada é exposta sob um negativo e processada para a obtenção de um positivo em relevo e de grande resistência. O positivo é comprimido numa prensa hidráulica junto a uma placa de chumbo, fazendo dela um molde da foto. Este molde é preenchido então com gelatina líquida e pigmento, e prensado manualmente contra o papel gera o positivo final com relevo maior nas zonas escuras e menor nas claras. Este trabalhoso processo cria cópias de grande durabilidade, e o trabalho de John Thomson até hoje é exposto em galerias.

Depois do sucesso de Street Life in London, John Thomson foi eleito membro da Royal Photographic Society e estabeleceu-se em Londres, onde abriu um estúdio e tornou-se instrutor de fotografia dos exploradores da Royal Geographical Society. Morreu em 1921, ainda em Londres.

Italian street musicians


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.