burburinho

batman

quadrinhos por Nemo Nox

Um dos maiores encantos do homem-morcego é certamente o fato de ser um herói sem super-poderes. Batman é simplesmente um homem obcecado com uma idéia (lutar contra o crime) e com recursos para colocar sua obsessão em prática (herdou uma imensa fortuna).

O personagem foi criado por encomenda, para seguir a trilha de sucesso aberta pelo Super-Homem. Bob Kane e Bill Finger, que antes faziam quadrinhos policiais, foram chamados para a tarefa. Inspirados no Sombra (personagem de contos, rádio e cinema que depois também passou para os quadrinhos) e em filmes de gangsters, a dupla criou o cavaleiro negro de Gotham City. Logo em seguida, ganharam um assistente ainda adolescente, Jerry Robinson, que criou o arquivilão Coringa e serviu de modelo para Robin, o ajudante de Batman.

O origem de Batman é conhecidíssima. Ainda menino, Bruce Wayne vê seus pais, Thomas e Martha Wayne, serem assassinados à saída do cinema, e jura dedicar sua vida a combater o crime. Passa o resto da sua infância e adolescência treinando o corpo e a mente para a hercúlea tarefa. Tendo herdado muitos milhões de dólares, Bruce percorre o mundo aprendendo artes marciais, técnicas de investigação, ginástica olímpica, química, enfim, qualquer coisa que pudesse ser útil à sua futura profissão. De volta à Gotham City natal, adota uma indumentária inspirada num morcego e começa a caça aos bandidos. O objetivo da roupa exótica, com máscara e capa esvoaçante, é não só ocultar sua identidade verdadeira mas também assustar os adversários.

Durante a década de quarenta, na esteira do Coringa, surge uma série de outros super-vilões, como o Pingüim, o Charada e a Mulher-Gato, formando uma gigantesca galeria de bandidos lunáticos, todos destinados ao encarceramento no famoso Asilo Arkham. Com o passar do tempo, porém, o caráter sombrio de Batman foi sendo deixado de lado em favor de um personagem mais leve, afastando-o da idéia original e culminando na absurdamente kitsch série de televisão com Adam West e Burt Ward nos papéis principais.

Felizmente, na década de setenta, a dupla Dennys O'Neal e Neal Adams conseguiu dar um pouco mais de seriedade a Batman, mas mesmo assim o personagem ainda não estava completamente recuperado dos abusos sofridos. Muito mais eficiente foi a investida de Frank Miller em 1986, com a série O Cavaleiro das Trevas. Miller foi buscar a essência do homem-morcego original e recontou a sua história sem a ingenuidade dos anos trinta. O resultado foi um trabalho primoroso, redefinindo não só o Batman mas também todo o conceito de super-herói. Afinal, o que faz alguém vestir uma fantasia ridícula e sair combatendo o crime?

Miller voltaria a atacar em Batman Ano Um, seguido por Alan Moore em Piada Mortal e Grant Morrison em Asilo Arkham, álbuns fundamentais na história do universo batmaniano. Se as décadas de infantilização de Batman sugeriram o humor da série de televisão, esta nova onda de morceguismo teve uma fiel contrapartida na versão cinematográfica dirigida por Tim Burton: Batman, de 1989, com Michael Keanton no papel-título e Jack Nicholson como o Coringa, é dark e neogótico, com uma Gotham City que espelha a personalidade do herói (e que valeu um Oscar a Anton Furst).

Batman não passou incólume pela onda de modificações que assolou os super-heróis no início dos anos noventa. Depois de Dick Grayson ter deixado o papel de Robin para seguir carreira solo como Nightwing, depois de Batgirl ter ido parar numa cadeira de rodas graças a uma bala disparada pelo Coringa, depois do segundo Robin, Jason Todd, ter morrido em ação, é a vez do próprio Batman ser a vítima: apanhado numa armadilha na batcaverna, Bruce Wayne acaba com a espinha partida. Jean Paul Valley assume o papel de Batman, mas revela-se muito mais violento e incontrolável que o original, que amarga uma vida sem sentido numa cadeira de rodas. Mas milagres acontecem, e obscuras artes orientais curam a espinha de Wayne e restauram sua vontade de lutar. O verdadeiro Batman finalmente volta a ocupar seu lugar.


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.