burburinho

the mothman prophecies

cinema por Nemo Nox

Quando um filme começa informando que se baseia em fatos reais, assume um compromisso com o espectador. Nem todos, infelizmente, respeitam essa responsabilidade. Um exemplo clássico de descaso é The Perfect Storm, do Wolfgang Petersen, onde a quase totalidade da "história real" não passa de suposição, já que as pessoas envolvidas desapareceram no mar sem deixar vestígios ou registros. Mas há casos muito piores, como The Mothman Prophecies (EUA, 2002), do Mark Pellington (o mesmo diretor de Arlington Road).

Os "fatos reais" em que diz se basear incluem nada menos que visões do além, sonhos premonitórios, criaturas oniscientes, viagens mais rápidas que o permitido pelas leis da física, mortos que voltam do túmulo para visitar os vivos, e mais uma série de impossibilidades ridículas. Richard Gere (de An Officer and a Gentleman, Pretty Woman e Runaway Bride) interpreta o jornalista John Klein, que dois anos depois da morte da esposa acaba se envolvendo com acontecimentos estranhos numa cidadezinha perdida de West Virginia, Point Pleasant. Claro que os eventos do além estão relacionados à falecida, de forma que nunca fica bem explicada. Aliás, nada fica bem explicado no filme. O interesse é alinhar uma série de relatos desconexos de forma a moldar um mito assustador, do poderoso homem-mariposa.

Se Loch Ness ficou famosa pelo suposto monstro do lago, Point Pleasant espera seguir o mesmo caminho com o Mothman, faturando alto na esteira do filme como a também pequena Burkittsville faturou com The Blair Witch Project (que, bem ao contrário de se apresentar como baseado em fatos reais, criou uma narrativa com ironias em cima da dualidade verdade-ficção no cinema). Os boatos sobre o homem-mariposa surgiram na década de sessenta, e o nome foi inspirado no seriado de televisão Batman, sucesso da época. Vários estudiosos do caso já concluiram que a tal criatura com grandes asas e olhos vermelhos era nada mais que um Tyto alba, nome científico para uma grande coruja que se esconde em celeiros e só sai à noite. Todo o resto da história, é claro, não passa de exageros de cidade de interior, contos para assustar crianças no escuro. Mas no escurinho do cinema, The Mothman Prophecies só assusta por sua pretensão e ingenuidade.


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.