burburinho

the last castle

cinema por Nemo Nox

Não é a primeira vez que Robert Redford vai parar numa penitenciária e revoluciona o lugar. Mas se em Brubaker ele tinha a vantagem de ser o diretor da prisão (apesar de começar o filme se disfarçando de detento), neste novo The Last Castle (EUA, 2001), dirigido por Rod Lurie, seu personagem tem que fazer tudo na posição de prisioneiro.

O general Eugene Irwin (Redford) é mandado para a penitenciária militar depois de condenado por uma decisão errada que custou a vida de alguns subordinados. Lá, o diretor coronel Winter (James Gandolfini, de 8mm e The Mexican) controla tudo com mão de ferro e uma boa dose de crueldade. Cabe ao velho general, uma lenda no ambiente militar, mudar o rumo das coisas.

The Last Castle é construído como uma lição de liderança, com todos os passos básicos (conquista da confiança, afirmação de superioridade, demonstração de iniciativa, etc). E o conflito entre Irwin e Winter é apresentado como uma partida de xadrez sem grandes sutilezas, onde vence quem é capaz de prever os próximos passos do adversário e mover suas peças de acordo com isso.

Gandolfini bufa e arfa continuamente, como o lobo mau tentando botar abaixo a última casa dos três suininhos. Mas quem literalmente detona a prisão é o enrugado Redford e seu exército de milicos marginais. É a força do treinamento militar aliada ao incorfomismo gerado pelo confinamento, tudo embalado numa retórica de honra e obediência. Somente num ambiente de caserna seria possível uma revolta organizada como a de The Last Castle, bem diferente das que vemos em presídios brasileiros. E não passa despercebida a sutileza hierárquica: é preciso um general bonzinho para derrotar o coronel mauzinho.

The Last Castle pode até ser visto como uma metáfora motivacional ou empresarial (os gurus do ramo gostam de se apropriar de obras militares, de A Arte da Guerra ao Livro dos Cinco Anéis), mas acaba pecando pela falta de nuance e pela reverência excessiva a um sistema rígido, onde uma continência vale mais que um sorriso.


pensamentos despenteados para dias de vendaval
Copyright © 2001-2005 Nemo Nox. Todos os direitos reservados.